• Deborah Dzialoschinsky

Aceleradoras e Incubadoras de Startups: o que são e como funcionam


O universo das startups e da inovação trouxe uma diversidade de métodos e estratégias de negócios. Dentre as mais comuns estão as aceleradoras e as incubadoras de startups.

Essas organizações são responsáveis por impulsionar as empresas mais inovadoras nos seus estágios iniciais. Dependendo em que fase uma startup se encontra, ela deve procurar uma aceleradora ou uma incubadora.

Nesse post, vamos explicar a diferença entre essas organizações. Também vamos explicar como elas podem ser efetivas no lançamento de um novo negócio e quais são os suportes mais comuns que dão às startups.


Para ficar a par de como impulsionar sua startup, leia esse post até o fim!


A diferença entre uma incubadora e uma aceleradora

Apesar de terem o mesmo objetivo, as incubadoras e as aceleradoras atuam em fases distintas do planejamento de uma startup. As incubadoras dão suporte mais na fase de idealização do projeto, enquanto as aceleradoras trabalham com empresas que já tem um produto minimamente definido.

Uma diferença entre essas instituições pode ser também a fonte do financiamento. No Brasil, existe verba pública disponível para incubadoras de startups. O objetivo é fomentar o desenvolvimento de serviços em nichos específicos, de acordo com o que a política econômica do governo julga benéfico para o país.

O capital das aceleradoras quase sempre são privados. São instituições que buscam ideias que podem crescer com velocidade. As aceleradoras costumam ser geridas por empreendedores e investidores experientes, que oferecem materiais para as startups no programa de aceleração.

Resumindo, uma aceleradora foca em escalar o modelo de negócios de uma startup. A incubadora foca em garantir a sua sobrevivência futura no mercado.

Abaixo, vamos explicar algumas estratégias comuns às incubadoras e aceleradoras.


Incubadora de Startups

A missão da incubadora não é escalar seu negócio, mas dar a estrutura básica. Ela oferece consultorias jurídicas, contábeis e ajuda na captação de investidores.

É comum que incubadoras também trabalhem o desenvolvimento do empreendedor e a criação de planos de negócios e estratégias de marketing.


Aceleradoras de Startups

As aceleradoras podem trabalhar com startups em estágio mais avançado em comparação com incubadoras.

Aportes financeiros não são incomuns, mas, no geral, um programa de aceleração significa receber a mentoria de um empreendedor muito experiente. Os mentores de aceleradoras certamente entregam muito valor para cada empreendimento, razão pela qual as aceleradoras podem fazer startups crescer muito mais rápido.

Dentro da mentoria, uma estratégia comum é o auxílio na construção de pitch para investidores. Ou seja, assistência na elaboração de como apresentar o seu negócio para conquistar investidores.

Por fim, as aceleradoras costumam realizar eventos focados no networking entre empreendedores e investidores. Assim, facilitam que a oferta e a demanda de capital se encontrem.

Participar de programas de aceleração é uma incrível forma de finalmente tornar a sua startup lucrativa e financeiramente sustentável.


1 view0 comments